PESCARIA DE DOURADOS RIO MOGI GUAÇU – OUTUBRO 2008

Até que enfim peguei meu primeiro Dourado no Rio Mogi Guaçu !!!

                                                                                               

 

Outubro, meu mês de Férias, e é lógico eu tinha que tentar fisgar um Dourado no Rio Mogi Guaçu.

Fui a busca de parceiros. Lógico, precisava de um mestre do rio e dos dourados, então procurei o Paulinho do Auto Elétrico. Ele é o cara, sabe tudo dos Dourados e dos bons pontos do rio Mogi. O Paulinho convidou seu amigo Taturana, muito boa gente.

Bom, e lá vamos nós em direção ao Rio Mogi Guaçu. Local escolhido: Fazenda União, munícipio de Rincão. É um local com mais de 150 ranchos, mas tem uma portaria e só pode entrar quem é convidado. Cedinho colocamos o barco na água no Rancho do seu Dinho. Acreditem meus amigos, ele é um felizardo, pois mora sozinho lá há mais de 20 anos. Aliás, sozinho não, pois além do seu cachorro, ele tem a grata companhia de uma bando de macacos bugios, que freqüentam o enorme bambuzal que fica bem defronte porta de sua cozinha. É realmente magnifico ver os bichinhos soltos fazendo sua estripulias.

 

   

 

Barco na água e lá vamos nós atrás do rei do rio. Nós subimos um pouco e ai o Paulinho desligou o barco, para que o mesmo ficasse calmamente a deriva rio abaixo. A técnica utilizada por nós era a pesca com bóias e tuvira de isca. Estávamos cada um com um molinete médio, linha de 0,35 a 050 mm, uma bóia grande, a abaixo da bóia uns 90 cm de linha com anzol variando de barra 7 a barra 9 mm devidamente encastoado. É lógico que eu não iria agüentar pescar somente com o molinete e isca natural né. Então também levei uma vara com carretilha e algumas iscas de barbela, que trabalham na meia água.

Amigos, é a coisa mais maravilhosa do mundo descer o rio Mogi com o barco desligado atrás de dourados. É uma paz, uma tranqüilidade, um programa que recomendo a qualquer um. O que as vezes quebrava esta calma eram os meus arremessos com a carretilha e as iscas artificiais.

     

 

Rodamos rio abaixo e depois subimos com o barco e fizemos o mesmo percurso, mais não aconteceu nenhum ataque a nossas iscas. Então fomos almoçar no rancho de nossa grande amiga, a Dona Fátima, que mora lá com seu marido Manolo. Meu Deus, que rango bom, quase que não voltamos para o rio a tarde, de tanto que comemos… hehehehe…..

De volta ao barco e de bucho cheio, deixamos novamente o barco a deriva e descemos o rio. Bóias na água, e lá vou eu arremessar minhas artificiais. Foi quando no final de uma corredeira, numa curva do rio, a minha boinha afundou. Como era um local muito raso, eu achei que era enrosco, mas o Paulinho experiente me disse: – Vai Wagner, fisga que é peixe ! … Soltei a vara com a carretilha e peguei firme no molinete, recolhi um pouco e dei uma baita ferrada. Dai pensei que era um alarme falso, pois a linha ficou frouxa, foi quando percebi que tinha peixe na linha e o mesmo estava vindo na direção do barco. Dai mais que depressa comecei a recolher linha e quando a linha esticou, ferrei o bicho novamente. Foi quando aconteceu a cena que todo pescador de dourado almeja ver: O Maravilhoso Salto e o Seu Brilho Dourado Refletido na Luz do Sol !!!! E o bicho saltou mais duas vezes, antes que o Paulinho passasse o piquá e embarcasse o lindo animal. E olha amigos, não é atoa que o danado é considerado o Rei do Rio.

Euforia e emoção a parte, seguimos nossa caminhada em busca de mais peixes. Descemos bastante o rio, vimos bastante lugares bonitos  e com potencial de pesca, mas nenhum outro dourado atacou nossas iscas.

Um fato triste marcou nossa pescaria no final da tarde. Do meio do rio, avistamos uma cobra bem grande na margem direita. Chegamos perto e a decepção: a mesma estava morta boiando. Não soubemos identificar que cobra era, em minha opnião era uma jararaca. Não conseguimos saber a causa da morte daquele belo animal, mas um sentimento de tristeza bateu em todos nós ao ver morto aquele belo réptil.

E é isso ai pessoal, mais uma pescaria que marcou minha vida e encheu nossos olhos de tantas coisas bonitas no rio Mogi Guaçu.

Abração a todos e boas fisgadas.

 

About these ads
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s